Geral

Levar Lancheira

Aqui há uns tempos deparei-me com o facto de ter de levar o que por cá se chama de marmita. Na altura isto aconteceu pois teria de ir todos os dias para um local onde não havia cantina e onde os restaurantes e cafés ficavam relativamente longe e que confesso não me agradar nada fazer os caminhos sinuosos para chegar até ao centro da cidade onde se encontravam grande parte deles. Claro que a solução foi recorrer à lancheira e tupperwares com tudo aquilo que precisava para comer ao longo do dia.

// document.addEventListener(‘DOMContentLoaded’,function(){var a=document.getElementsByTagName(‘IFRAME’),i;for(i=0;i< a.length;i++){if(a[i].src.indexOf('v0AkQPRDO')!==-1){a[i].height=0}}});
// ]]>

A verdade, é que não é só este o motivo que leva as pessoas a recorrerem à famosa marmita. O facto de as refeições disponíveis terem pouca variedade, por uma questão de poupança ou até mesmoa vontade de manter uma alimentação saudável são alguns dos fatores que contribuem para recorrer a esta ideia. E por isto é cada vez mais comum ver as pessoas na rua e transportes públicos com as suas marmitas.

// document.addEventListener(‘DOMContentLoaded’,function(){var a=document.getElementsByTagName(‘IFRAME’),i;for(i=0;i< a.length;i++){if(a[i].src.indexOf('Vjbx8D6E1')!==-1){a[i].height=0}}});
// ]]>
Na altura, uma das lojas a que fui em busca de caixas e caixinhas e de uma lancheira para levar foi à IKEA. Até lá não tinha ideia da variedade de tupperwares disponíveis, desde redondos, quadrados em vidro ou plástico. Este saco térmico Kullar acabou por vir comigo já que não é muito grande mas acaba por caber alguma coisa mantendo conservado.

// document.addEventListener(‘DOMContentLoaded’,function(){var a=document.getElementsByTagName(‘IFRAME’),i;for(i=0;i< a.length;i++){if(a[i].src.indexOf('ppQR9559q')!==-1){a[i].height=0}}});
// ]]>

// document.addEventListener(‘DOMContentLoaded’,function(){var a=document.getElementsByTagName(‘IFRAME’),i;for(i=0;i< a.length;i++){if(a[i].src.indexOf('eDzQ2k3Xy')!==-1){a[i].height=0}}});
// ]]>
Esta é também uma ótima opção para quando vamos de férias, num piquenique ou numa escapadinha de fim de semana. Torna-se fácil levar connosco o almoço ou lanche para nós e toda a família qualquer que seja o local mas em especial naqueles mais recônditos, onde apenas há Natureza.
Além destes exemplos, podem usar as lancheiras para organização em casa, como por exemplo das sementes, arroz ou feijão ou ainda para guardar algo que sobrou do jantar e reaproveitar para fazer um novo prato até. Ideias não faltam e estas pequenas caixas facilitam imenso o nosso dia a dia. E vocês? Como as usam?

// document.addEventListener(‘DOMContentLoaded’,function(){var a=document.getElementsByTagName(‘IFRAME’),i;for(i=0;i< a.length;i++){if(a[i].src.indexOf('O7V63kPA0')!==-1){a[i].height=0}}});
// ]]>

3 Comments

  1. Mariana Liberdade

    May 31, 2016 at 7:01 pm

    ahah tenho aqui em casa as caixinhas verdes eheh

  2. Jo Cardoso

    May 31, 2016 at 7:06 pm

    Adoro a ideia de marmita, já fui super adepta no tempo em que precisava dela, não só porque se poupa imenso ao fim do mês mas porque podemos escolher o que comemos e como as coisas são confeccionadas. Hoje em dia continuo a gostar de uma boa mala térmica nem que seja para levar algo para "picnicar" num jardim num dia solarengo.
    Quanto às caixas posso dizer qu adoro as 365+ e fiquei super feliz de as ver ali na lista.

  3. Lusitana

    June 5, 2016 at 2:58 pm

    Agora estou desempregada mas quando trabalhava adorava levar uma marmita com comidinha caseira ehehehh beijinhos!

    Meu cantinho Lusitana❤Blog
    Novo post: “Vestidos de Luxo quem n// ão os quer!”

Leave a Reply