Mateus Rosé Sailing Experience


No último fim de semana decorreu no Douro, aquele que é uma das maiores provas de Vela de competição entre Cascais e Norte de Espanha, o Mateus Rosé Sailing Cup. O post de hoje é isso mesmo, a descrição de um dia em cheio passado em ótima companhia e cheio de boas surpresas.

O Brunch

A manhã começou com um pequeno-almoço tardio e reforçado no The Bird na Foz. Este é um pequeno espaço super acolhedor onde fomos bem recebidas e onde não faltavam pequenas delícias como scones ou ovos mexidos, para dar a energia necessária aos desafios que nos esperavam de seguida.


A Experiência

O destino seguinte era o Douro Marina. Aqui era onde começava a nossa maior aventura do dia. Foi-nos explicado o que realmente iríamos fazer e como. Confirma-se: íamos velejar, claro que com a ajuda de um skipper (obrigada Gonçalo!) e aquele medo do desconhecido começou a pairar entre nós. Entramos no barco e rapidamente o medo começou a desaparecer, muito em parte graças à vista no próprio rio para as margens de Gaia e do Porto, incluindo a passagem nas pontes que as unem numa diferente perspetiva. Infelizmente só ficamos pelo rio, pois apesar do bom tempo as condições não eram as melhores para ir para o mar. Ainda assim deu para (tentar!) aprender algo sobre velejar e como é complicado trocar de posições, navegar contra o vento e trocar alguns dos cabos. Foi uma experiência fantástica e das quais certamente nunca me esquecerei. fiquem com algumas imagens tiradas diretamente do rio com o telemóvel, já que o barco não permitia grandes aventuras com câmera. 🙂

Velejar em boa companhia de Mateus Rosé 🍷 #mateusrosesailingcup  #mateusrosesailingparty  #mateusrose
Uma foto publicada por Liliana Ferreira (@chicreaction) em Jun 18, 2016 às 7:05 PDT

Ponte Luís I
Cais de Gaia
Ribeira do Porto
Ponte d’Arrábida

A Festa

A seguir à fantástica experiência, foi tempo de trocar de roupa no hotel e regressar ao Douro Marina para a festa. A decoração como não poderia deixar de ser era toda em tons de rosa e claro com muito Mateus Rosé à mistura. Aliás a sangria estava ótima e havia também alguns corners com comida deliciosa de espaços conhecidos como : Temako, Reitoria, Vernazza e o açaí Chef Tapioca.

Foto por Joana Cardoso

O Jantar

De seguida foi tempo de seguir par ao jantar no Restaurante Clérigos. Este não poderia estar melhor situado senão em pleno  coração da cidade do Porto numa zona agora remodelada e moderna e tal como o nome deixa adivinhar muito próxima da igreja e Torre dos Clérigos. O jantar contou com comida maravilhosa, desde entradas como o pão com Alioli até aos pimentos Padrón e ainda o prato principal e a sobremesa. Estes sempre bem acompanhados com aquela que foi a nossa companhia regular ao longo do dia: Mateus Rosé.

O Hotel

Com este dia em cheio, o descanso só poderia ser a etapa que se seguia. O Eurostars Oporto Hotel foi então o destino seguinte. Este é um recente hotel mesmo ao lado do Rio Douro entre a Ponte Luís I e a Ponte do Infante.

Por fim, não poderia deixar de agradecer o convite e toda a experiência Mateus Rosé. Obrigada !
#mateusrosesailingcup #mateusrosesailingparty #mateusrose

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *