Gran Canaria

Gran Canaria

Este ano o destino escolhido para uns dias de descanso foi praia mais concretamente a ilha de Gran Canaria. Esta ilha é de origem vulcânica e faz parte do arquipélago das Islas Canarias e situa-se em pleno Oceano Atlântico.

A sua localização na zona do Noroeste de África, contribui para as temperaturas amenas a altas em que o sol brilha ao longo de todo o ano!

Fiquei na zona sul da ilha, no hotel Beverly Park, que tem a Playa del Inglés a cerca de 5 minutos a pé e uma das zonas mais movimentadas. Além desta zona, aproveitamos para conhecer alguns locais como Playa dos Amadores, Dunas de Maspalomas e Agüimes.

Playa de Inglés

Os primeiros dias foram mesmo para descansar entre Playa del Inglés e piscina do hotel. Nesta zona de praia multiplicam-se as lojas e restaurantes com animação noturna. Há inclusive uma praia de nudismo perto, para quem for adepto. A areia da Playa del Inglés  é um pouco escura, derivado da origem vulcânica da ilha mas muito fininha. A água tem uma temperatura agradável não sendo morna, por volta das 11 horas já começa a ser mais agradável dar uns mergulhos.

Após uns dias de descanso, decidimos alugar um carro e ir explorar um pouco outros locais da ilha. O primeiro desses locais foi as Dunas de Maspalomas que me deixou completamente sem palavras.

Para aceder às dunas de Maspalomas é necessário atravessar a entrada do hotel Riu Palace Maspalomas, facto que pelo gps indica o local exato mas pode passar despercebido.

Após a entrada deparamos logo com as dunas e o extenso areal, e sim parece mesmo o deserto. Fui de manhã mas penso que a melhor hora seria ao entardecer em que a areia também já não está tão quente  e permite ver um fantástico pôr-do-sol.

Outro local que visitei, tendo regressado num outro dia foi a Playa de Amadores em Mógan. Uma praia de areia branca e águas cristalinas numa baía em formato de concha que lembra outras praias e destinos paradisíacos. Tem várias lojinhas e restaurantes e a possibilidade de alugar espreguiçadeiras e guarda-sol ao dia desde 4€. A água é mais fria que a da Playa del Inglés mas sem dúvida que a sua beleza merece uma visita.
Devido à sua beleza, esta é uma praia muito concorrida e onde é possível encontrar um parque com insufláveis no mar na zona da praia. O estacionamento apesar de ter uma vasta área torna-se pequeno tendo em conta a procura, sendo gratuito mas havendo a possibilidade de deixar num parque coberto. Tem uma zona com táxis também e acesso por autocarro. Para quem não gosta de praias com areia escura e quiser ficar perto desta praia tem alguns hotéis situados nas escarpas.   

Viagem, Aeroporto e acessos

Escolhemos viajar com a Ryanair que disponibiliza voos diretos (tendo esta opção, prefiro!) desde o Porto, havendo outras possibilidades com voos com escala em Madrid ou Lisboa. A viagem dura cerca de 2 horas a 2 horas e meia entre Porto e Aeroporto de Gran Canaría (LPA).

Para quem estiver na Madeira, a ligação é mais rápida (fica a cerca de 1 hora) e tem outras opções de ligação. No meu caso, optei por ligação com transfer partilhado que passa em vários hotéis. Para conhecer outros pontos da ilha, optamos por alugar um carro, dentro do hotel para 3 dias. Sai mais em conta que pagar táxi (pelo que percebi o táxi não é a opção mais económica, já que pode ficar quase ao mesmo preço que o aluguer de 3 dias).

As estradas são muito boas, mesmo as que sobem os pontos mais altos tem um bom piso, marcações e sinalizações, apesar das curvas mais apertadas. É também necessário alguma atenção devido aos radares, muitos deles localizados em zonas cujo limite máximo de velocidade é de apenas 40km/h.

Para quem não quiser alugar um carro, há também várias paragens de autocarro, cujos destinos possibilitam a visita a outros pontos da ilha.


Um outro local que visitamos com o objetivo de ver Barranco de las Vacas foi Agüimes mas infelizmente não conseguimos. Aqui afastamo-nos um pouco dos locais mais turísticos e movimentados. Passando numa zona relativamente próximo do aeroporto, é uma zona muito ventosa daí que sejam comuns os parques eólicos. Se querem visitar o ponto turístico, o melhor é marcar no mapa o km 14 da GC-550 e não o local pois esse ainda é “longe”. Irá parecer estranho mas confiem que é mesmo esse o sítio e se esperarem irão ver muitos a avançar. Confesso que por não ter calçado adequado e com receio de aventurar sozinha não fui ao local, mas vale muito a pena pois a pedra tem túneis em tons avermelhados que se assemelham ao Gran Canyon.
Há um parque improvisado perto, onde muitos acabam por deixar os carros e andar poucos minutos até ao local onde se desce. Certamente que será um dos locais a visitar se voltar à ilha.


Onde ficar?

O sul da ilha é sem dúvida dos mais concorridos e as possibilidades aqui são infinitas. As zonas mais populares e que tem mais opções é a zona de Playa del Inglés (onde fiquei), Maspalomas e um pouco mais a norte em Puerto Rico/Playa dos Amadores. Claro que isto é válido para quem quer ir apenas descansar já que se for para explorar a ilha há ainda outras alternativas.

No meu caso fiquei no Beverly Park Hotel, que tem uma ótima relação qualidade/preço. Indicado para todos, mesmo para famílias (atenção que nesta zona há hotéis que não aceitam crianças!), possui 3 piscinas, incluindo para crianças, sendo relativamente sossegado sendo frequentado por muitos portugueses.

O que ficou por ver?

Muito. Entre visitar a capital Las Palmas de Gran Canaria e a zona mais a norte da ilha, o Pico de las Nieves, alguns parques de diversão (não faz muito o meu género mas há imensas opções para vários gostos), zoo, locais típicos da ilha e claro Barranco de las Vacas. Esta foi uma viagem essencialmente para descansar mas se voltar sei que será para visitar, pois há muito pontos que tornam esta ilha muito especial. Abaixo fica alguns dos pontos falados neste post que poderão ser úteis para quem estiver a pensar em lá ir.

1 thought on “Gran Canaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Instagram

  • Sabem o que o código KLILIANAFERREIRA vos oferece no site da @kiehlsportugal? Além de 5 amostras, tem ainda -10% de desconto e ainda portes de envio gratuitos! ✨ Aproveitem pois a marca tem produtos absolutamente fantásticos! #gifted #affiliate
  • Há algo que ainda gosto de fazer nos tempos livres por casa: ler blogs. Quem por aí também ainda gosta de o fazer? (Btw, foto da @joanacardosophotography num dos últimos posts por lá...) 💫
  • Estimado azul do mar, é este fim de semana que nos voltamos a encontrar? 🌊 #dosarquivos 
#exploretocreate #folktravel #travelfolk #wearetravelgirls #girlsvsglobe #womenwhotravel #travelgirls #livefullyalive #untoldvisuals #finditliveit #iamatraveler #serkmoments #wheretofindme #grancanaria #speechlessplaces #bestvacations #travellingthroughtheworld #wonderfuldestinations #beachesnresorts #wonderful_places
  • Ainda de ontem (mas que podia ser hoje...) as mini saladas com frango e atum. Foram sem dúvida as minhas favoritas e quero voltar para experimentar. 📸: @joanacardosophotography 
#zomatopt #tablesituation#food4thought #makeitdelicious #forkyeah#heresmyfood #eattheworld #vscofood#foodblogger #feedfeed #foodies#foodspiration #thechalkboardeats